Book Review: “Torto arado” de Itamar Vieira Júnior

Book Review: “Torto arado” de Itamar Vieira Júnior

“Os donos já não podiam ter mais escravos, por causa da lei, mas precisavam deles. Então, foi assim que passaram a chamar os escravos de trabalhadores e moradores”.

VIEIRA JUNIOR. Itamar (1979-). Torto arado: Itamar Vieira Junior. São Paulo: Todavia, 1ª ed., 2019. 264 páginas.

“Torto Arado” de Itamar Vieira Júnior é uma obra muito interessante que nos mostra um pouco da realidade de duas irmãs em Água Negra, uma região da Chapada Diamantina no interior da Bahia. Nessa leitura, vemos as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores rurais (em situação de servidão) e o início de uma luta por melhoria das condições de vida no campo

Caso queira comprar a obra: https://amzn.to/34ajDOB

Eu me lembrei muito do filme “cabra marcado para morrer” dirigido por Eduardo Coutinho. O filme foi eleito como um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos. Acho que vale assistir!

A população de Água Negra trabalhava em situação de servidão. Não recebiam salários e tinham o direito de habitar no local em casas de barro (era proibido alvenaria). A grande maioria da população era descendente de escravos, pois estes não tinham para onde ir e não receberam nenhuma ação afirmativa ao serem libertos.

O foco do livro é a vida das duas irmãs Bibiana e Belonisia. Elas são filhas de Zeca Chapéu Grande, um dos trabalhadores de Água Negra e líder religioso do local. As meninas formam uma união única após brincarem com o facão de sua avó e se tornam quase que uma única pessoa no começo do livro.

A obra é dividida em três partes: “fio de corte”, “torto arado” e “rio de sangue”. A primeira parte é narrada por Bibiana, a segunda por Belonísia e a terceira por uma entidade do jarê (religião dos moradores de Água Negra).

Acredito que as grandes mensagens da obra, além de evidenciar a falta de direitos dos trabalhadores rurais, são ancestralidade e empoderamento. A ancestralidade surge em todos os momentos da obra, quando eles praticam a sua religião de matriz africana e até mesmo na relação que possuem com os seus antepassados e a terra.

Já o empoderamento ocorre quando a população se revolta com a precariedade que vivem. Outro ponto em que ele ocorre é na vida de Bibiana (quando resolve seguir seus sonhos e ajudar os pais) e Belonísia (quando fica sem a irmã e se vê em situações de violência).

É um livro bastante forte, mas que não deixa de ser lindo e de trazer reflexões importantíssimas! Eu recomendo para todos que buscam uma obra brasileira, de alta qualidade e que se passa no nordeste brasileiro.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.