Book Review: A Study in Scarlet de Sir Arthur Conan Doyle

Book Review: A Study in Scarlet de Sir Arthur Conan Doyle

Quem nunca ouviu falar do maior detetive de todos os tempos? Duvido muito que não venha a imagem clássica de Sherlock Holmes na sua cabeça quando falamos sobre detetives.

Essa leitura foi o meu primeiro contato com o universo de Sherlock Holmes. Eu, como a grande maioria das pessoas, já tinha uma breve noção de como era Holmes e seu amigo Watson por conta da cultura popular, já que nunca assisti os filmes e séries do universo do detetive (salvo Enola Holmes, mas é uma fanfic e não conta).

Eu fiquei super ansiosa com a leitura e toda hora busquei os traços que “já conhecia” de Holmes no personagem do livro. A leitura é super fluída e o escritor faz percebemos que somos péssimos detetives (nunca teria acertado a solução do crime rs).

Eu não sou a maior fã de romances policiais, mas estou tentando mudar isso! O começo para mim foi difícil e demorei bastante tempo lendo esse livro curto. Preciso ainda de mais obras para pegar o gosto!

A Study in Scarlet (ou “Um estudo em vermelho) é o primeiro livro do universo de Sherlock Holmes e nos conta um pouco sobre o nascimento da amizade do detetive com o Dr. Watson, bem como nos mostra um caso super complexo no qual a Scotland Yard pede a ajuda de Holmes para resolver.

O livro é dividido em duas partes. A primeira é sobre a morte misteriosa de um homem sem ferimentos e cercado de manchas de sangue. Já a segunda parte nos mostra um pouco sobre a vida dos Mórmons na zona rural dos Estados Unidos e os motivos que levaram o assassino a cometer o crime.

Os primeiros e últimos capítulos são barrados pelo Dr. Watson e o mais surpreendente é que Sherlock conseguiu desvendar o crime (isso não é spoiler, né? Porque ele nunca erra) em apenas 3 dias por meio da arte da dedução.

Eu indico essa obra para todo mundo e, principalmente, para os amantes de romances policiais!