Book Review” “A lenda do cavaleiro sem cabeça” de Washington Irving

Book Review” “A lenda do cavaleiro sem cabeça” de Washington Irving

Seguindo nesse clima de Halloween, hoje vim falar um pouco sobre uma obra que é muito além de nós mesmos: a lenda do cavaleiro sem cabeça.

Esse é um clássico que ultrapassa gerações por sua originalidade e narração única. O narrador é divertido e faz com que a gente se sinta em Sleepy Hollow, a cidade em que a lenda e outros fantasmas se passam. Foi um conto super curtinho e impactante. A leitura flui super bem e eu fiquei contagiada com a sua originalidade.

A obra nos conta um pouco sobre Ichabod Crane, um professor de uma pequena escola localizada no assentamento americano-holandes de Tarry Town, na região de Nova Iorque. Ele busca ascensão social conquistando Katrina Van Tassel, filha de um grande fazendeiro. Mas, para conseguir pedir a mão de Katrina, ele precisará enfrentar o valentão da cidade Abraham “Brom Bones” Van Brunt.

Existe, como dito na brilhante introdução da Editora Wish, um ponto bastante problemático com relação ao racismo na obra: na parte em que o protagonista Ichabod Crane recebe o convite para uma festa importante por meio de um mensageiro negro. O referido mensageiro se preocupa com a postura e tenta ser o mais educado e sofisticado possível, mas acaba sendo motivo de chacota do próprio Crane.

Precisamos recordar que a obra e vida de Washington Irving se passa durante a Guerra Civil Americana, na qual houve o combate entre a região norte abolicionista e o sul escravagista. Logo, a escravidão era um fato comum.

Mas não justifica o fato de Irving ter se ausentado de discussões políticas da época… enfim! Precisamos aprender com o nosso passado para não repetir esses erros no futuro, então leiam esse livro clássico e de altíssima qualidade (sem perder o senso crítico).